Rota dos 7 Lagos na Argentina, o melhor caminho para viajar novamente!

 

A Rota dos Sete Lagos é um espetacular trecho da Ruta Nacional 40 na província de Neuquén, na Argentina. Tem 110 km de extensão e une San Martín de los Andes e Villa La Angostura.

O nome é devido ao fato de que você pode curtir sete belos lagos durante esse trajeto. A experiência é unica: as incríveis vistas, as montanhas e lagos vão deixar você maravilhado. Não é um segredo que todo ano viajantes do mundo inteiro visitam esse destino para percorrer a rota.

3 Dicas para o seu percurso:

1. Se você está pensando em fazer o trajeto de carro, o mais recomendável para aproveitar ao máximo o passeio é ir pelo caminho tradicional e fazer alguns pequenos desvios para conhecer outros destinos incríveis (garantimos que você não vai se arrepender de ter feito esses desvios).

2. A Rota dos 7 Lagos pode começar desde Villa la Angostura até San Martín de Los Andes ou ao contrário, desde San Martín até Villa. O melhor que você pode fazer é revisar qual opção se ajusta aos seus planos, pois muitas pessoas costumam incluir esse passeio quando visitam à Argentina.

3. Essa rota passa por lugares incríveis da Patagônia, e você pode começar partindo de Bariloche, que é um dos destinos argentinos mais populares devido às suas maravilhosas paisagens naturais e ao seu inigualável turismo de aventura (sugerimos que faça a sua reserva por mais tempo para ter tempo de conhecer Bariloche).

 
 

Como chegar a Villa la Angostura?

Saindo de Bariloche, o mais recomendável é alugar um carro e sair da cidade pela manhã, assim você terá tempo suficiente para conhecer um pouco mais de Villa la Angostura e até almoçar no local antes da viagem. Desde antes de chegar em Villa, o caminho já é incrível. Grande parte do trajeto é feito às margens do lago Nahuel Huapi, que proporciona vistas maravilhosas.

É um povoado pequeno e está dividido em duas áreas, a do porto, onde é possível visitar o Parque Nacional de Arrayanes, e a área comercial, onde estão os restaurantes, cafeterias e a maioria dos lugares para se hospedar.

Como dica, sugerimos visitar o Cerro Bayo, onde você pode esquiar no inverno e apreciar uma cachoeira incrível na primavera. Desde este lugar, é possível ter uma das melhores vistas panorâmicas de Villa la Angostura e do lago Nahuel Huapi.

Os 7 Lagos

Finalmente o momento que você estava esperando. Aqui estão os 7 lagos da rota:

1. Lago Correntoso: É o primeiro na saída de Villa la Angostura. A visita é rápida e é preciso ficar atento, já que você passa por cima dele através de uma ponte. O lago tem uma extensão de apenas 200 metros que proporciona uma vista espetacular. O espelho de água que forma o lago, de uma cor verde-azulada, tem aproximadamente 27 km², está rodeado de uma cadeia montanhosa de espetacular beleza e possui águas com uma temperatura mais alta que o Nahuel Huapi.

2. Lago Espejo Grande: Tem vários mirantes ao longo da estrada. Você pode se desviar um pouco para visitar o lago Espejo Chico (não está dentro da rota sinalizada) e desde esse ponto chegar à Villa Traful e ao Lago Traful, a 35 km aproximadamente. Esses destinos valem completamente o desvio do caminho.

3. Lago Escondido: Está aproximadamente a 40 km do Lago Espejo Grande e pertence ao Parque Nacional Nahuel Huapi. Vale a pena apreciar desde o mirante o incrível azul turquesa da sua água, que é um espetáculo natural único. Aproximadamente a uns 34 kilometros está a cachoeira Ñivinco, de 18 metros de altura, abrigada por uma abundante vegetação.

4. Lago Villarino: Está a apenas 1 km do Lago Escondido. Fica escondido entre a vegetação da Patagônia Argentina e é ideal para aqueles que gostam de pescar, pois em ambos os lagos e nos seus afluentes é possível capturar trutas arco-íris, marrom, fontinalis e percas.

5. Lago Falkner: Sem dúvida, é um dos trechos mais belos da rota. Aqui é o lugar ideal para que você pare para descansar, molhar os pés no rio ou simplesmente aproveitar a natureza nas praias de areia. A menos de 2 km do mirante do lago Falkner está outro mirante onde pode ser apreciada a Cascada Vulliglianco. Você também pode fazer trekking ou subir pelos morros Buque e Falkner, que têm uma altura de 1.950 a 2.120 metros sobre o nível do mar.

6. Lago Machónico: Localizado a 30 km de San Martin de los Andes, é o penúltimo lago da rota e também possui um belo mirante para apreciar a paisagem. De lá você poderá aproveitar toda a beleza do lugar e, no verão, o lago é ideal para praticar esportes aquáticos e também passear de caiaque ou canoa. No seu caminho para o último lago, sugerimos que não deixe de fazer uma parada no mirante Pil Pil, onde você poderá apreciar paisagens dignas de cartão postal que você guardará na memória.

7. Lago Lácar: Está localizado dentro do Parque Nacional Lanín, muito próximo de Martín de los Andes. Tem muitos espaços para camping e você pode apreciar o lago desde a praia de Quila Quina, um local natural com todos os serviços e passeios para aproveitar o dia. Também, aproximadamente a 5 kilómetros, sugerimos conhecer a praia Catritre, um dos lugares favoritos dos turistas e dos moradores.

Na verdade, a rota poderia ser chamada de “A rota dos 11 lagos”, pois também fica muito próxima dos lagos Meliquina, Hermoso, Traful e contorna a parte norte do enorme lago Nahuel Huapi. Quase todos os lagos do trajeto têm lugares para acampar e praias para curtir um bom momento.

Qual é a melhor temporada para visitar esse destino?

A melhor temporada para visitar a rota dos 7 lagos é no verão ou na primavera. Os dias no verão têm a temperatura ideal que permite curtir a beleza da paisagem e tomar um banho refrescante nas suas águas. No inverno é muito frio e cai neve, por isso é bom que o seu carro esteja muito bem preparado (com correntes) e que você dirija com precaução.

No outono normalmente é frio e chuvoso. A neve ou as folhas avermelhadas podem criar uma paisagem colorida, mas a parte mais linda do passeio é apreciar a beleza e a majestade dos lagos.

 
 

Para levar em consideração:

Janeiro e fevereiro: São os meses mais caros e mais movimentados por causa dos turistas. Mas se o seu plano for acampar, são os melhores meses porque todos os campings estão abertos.

Dezembro e março: Ideais se você prefere um passeio com menos turistas e preços um pouco mais baixos.

Outubro e novembro: Você poderá aproveitar os dias ensolarados para fazer um belo passeio.

Como percorrer a Rota dos 7 Lagos?

Isso pode ser feito de diferentes formas:

• De carro alugado: É a melhor forma de aproveitar tudo o que tem para visitar. O percurso pode ser completado em um dia (ida e volta) desde San Martín de los Andes. Outra opção é alugar o veículo durante mais dias e aproveitar para visitar a região de Bariloche e os arredores.

• Em uma excursão: Você pode realizar uma excursão durante o dia todo, que pare nos diferentes pontos de interesse da rota.

• Bicicleta: É um dos lugares favoritos dos cicloturistas. Esse caminho é ideal para você pedalar. Podem ser dedicados 5 ou 6 dias para acampar às margens dos lagos e tirar o máximo proveito dessa experiência única.

Se você já está fazendo os planos para se reconectar com a natureza e com o mundo, a Rota dos 7 Lagos na Argentina é uma ótima opção para que você comece novamente a viajar e reconheça todas as coisas maravilhosas que a vida tem para oferecer. A RCI tem magníficas opções de hospedagem para aproveitar essa incrível rota. Clique aqui e conheça as experiências de hospedagem que temos para você.

 

Você acabou de ler sobre ...

¿Te dieron más ganas de viajar?

¡Gracias por tu respuesta!
 

Artigos
relacionados

Viva umas férias de luxo no paraíso chamado VIDANTA.

  O México conta com os melhores destinos de praia onde poderá experimentar as férias mais extraordinárias da sua vida. É no mundo Vidanta onde poderá escolher entre uma coleção de luxuosos resorts localizados em Vallarta, Nuevo Vallarta, Acapulco, Riviera Maya, Mazatlán e Puerto Peñasco o cenário onde protagonizará as suas próximas férias. Cada um […]

Explorar

Driving Distance: Você não precisa viajar para terras distantes para conhecer incríveis destinos.

  Nós viajantes, percorremos milhares de quilômetros cruzando fronteiras de diferentes formas, seja de avião, ônibus, barco, cruzeiro, trem e até pedindo carona. A paixão por viajar e não perder tempo nos une e nos leva a descobrir essa nova forma de viajar conhecida como Driving Distance com o fim de conhecer destinos próximos a […]

Explorar